Seguidores

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

9

O AMOR NÃO É MERAMENTE UM ENCONTRO DE CORPOS


A maioria das pessoas pensa que o amor acontece no âmbito do corpo, elas nem desconfiam que o âmbito do verdadeiro amor seja a alma. Sem alma tem-se apenas sexo, um encontro entre um macho e uma fêmea.

O amor entre um casal não pode ser decorrente apenas do encontro de dois corpos: o encontro de um macho com uma fêmea. O amor entre o casal é a transcendência dos seus corpos – que é a experiência do encontro de alma com alma. Sem o encontro de almas, sexo é acasalamento de animais. Nada mais!

É claro que os nossos sentidos táteis, olfativos, visuais, auditivos, estão no corpo, mas os sentimentos são da alma. Daí a plenitude desses sentidos se expressam como nunca, quando se “faz amor”... Ora, o amor é a alma em deleite, experimentando todo o seu poder de ser alma. A experiência do genuíno amor é sempre uma experiência de almas. Pessoas podem ser frias numa relação, e quentes numa outra; nada mudou em suas constituições físicas, mas tudo mudou na alma, porque enfim teve sua chance de experimentar a ela mesma no corpo e na alma do outro.

Quando duas pessoas se amam, por mais que a vida as separe, nunca mais elas serão elas mesmas, visto que nunca mais estarão sozinhas. Elas nunca mais serão uma dualidade, porque se transformaram em uma unicidade. Pra sempre!

Mulheres INDO

terça-feira, 11 de outubro de 2011

14

NO FIM DA DIFERENÇA ESTÁ O AMOR



O homem, no modo como se relaciona atualmente, não pode experimentar o verdadeiro amor. O amor verdadeiro só é possível quando alguém trata o seu próximo como a si mesmo. Amar o próximo como a si mesmo é o fim das diferenças entre as pessoas, porque com essa atitude permanece apenas um entendimento, um sentimento, e não dois.

É assim: existem duas pessoas, mas na verdade não são duas pessoas, e sim, dois lados de um todo. Observe o exemplo do corpo: no nosso corpo existem duas mãos; elas são duas, mas ao mesmo tempo são uma – porque fazem parte de um mesmo corpo. Assim, quando uma mão está ajudando à outra, ela não está ajudando a ninguém que não seja a si mesma. Esse é o motivo da mão que se machucou não agradecer o cuidado que recebeu da outra. A mão que foi tratada, ela não fica devendo favor à mão que a tratou. A mão que fez o favor, essa também não esperará nada em troca, porque sabe que o que fez, fez a si mesma.

Compreenda o segredo da unidade, veja que o pai é o crescimento do filho, e o filho é a infância do pai. A semente que está na fruta é a extensão da semente que foi lançada na terra, e quando ela for lançada na terra, será o princípio da que estará na fruta.

Nada está separado... Somos todos um! 

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

9


Ninguém (seja homem ou mulher) é bonito fisicamente, esbelto, bom de cama, e jovem pra toda vida... 

A velhice vem pra todos e com ela a solidão para os que pensam dessa forma! 

Quem ama não enxerga os defeitos que o tempo trás... mas aprende a transformá-los em motivos para amar ainda mais!"